Aniversariei - Site de aniversário


Rio de Janeiro (DINO) 

“Esse tipo de alongamento é muito mais natural”, explica o hairstylist Rafael Fagundes, do salão Marcelo Couto na Barra. 
Quer desfilar por aí com alguns centímetros a mais na cabeleira? Aposte no alongamento por microponto arabesko. A técnica - a mais moderna da atualidade - já se tornou queridinha no Brasil, porque danifica menos os fios e a duração é maior que a de outras técnicas.
"Esse tipo de alongamento é muito mais natural, ao contrário do megahair com cola de queratina onde as mechas são coladas nos fios , quebrando o cabelo e dificultando a lavagem em casa por conta dos nós que enroscam os fios, resultando em fungos na cabeça como acontecem em alguns casos", explica o hairstylist Rafael Fagundes, do salão Marcelo Couto na Barra.
O microponto arabesko não utiliza nenhum tipo de química e nem de cola para ser colocado no cabelo. Uma pequena quantidade do cabelo da própria cliente é usado para fazer os contornos arabescos, prendendo assim toda a extensão da faixa capilar. Como a quantidade do cabelo a qual se junta é milimétrica, o alongamento fica mais leve, seguro e confortável. 
"O cabelo da cliente se misturar de forma precisa ao alongamento, resultando em um acabamento perfeito", conta Rafael Fagundes.
O método é totalmente seguro, pois não utiliza materiais que comprometem a estrutura capilar.
"O crescimento dos cabelos é certeiro, sem nada que possa prejudicá-lo, pois o espaço entre uma faixa e outra garante um crescimento normal e sem danos. Como a faixa de alongamento é costurada rente à raiz, a duração é maior", finaliza.
A manutenção do alongamento por microponto arabesko deve ser feita a cada dois meses e não precisa repor a quantidade de cabelo do alongamento, pois ele continua intacto, mesmo com o passar dos dias. 

Ajuda